FIBROMIALGIA: IDENTIFICAÇÃO, PONTOS DE DOR E TRATAMENTOS

A Fibromialgia consiste em uma síndrome comum, que causa dores pelo corpo do indivíduo por um longo tempo (no mínimo 3 meses).

Além disso, também causa sensibilidade nos músculos, nos tendões, nas articulações e demais tecidos moles do corpo humano. Ainda não se sabe qual é, de fato, a causa dessa patologia.

Aliás, apesar de homens também sofrerem de Fibromialgia, esse problema é muito mais comum em mulheres, com a faixa etária entre 35 e 50 anos.

Para saber mais sobre esse assunto, como identificar a Fibromialgia, os pontos de dor e os melhores tratamentos, continue lendo, pois daremos todos os detalhes abaixo.

COMO IDENTIFICAR A FIBROMIALGIA

Com a fibromialgia é normal que as pessoas sintam constantes dores pelo corpo. - FIBROMIALGIA: IDENTIFICAÇÃO, PONTOS DE DOR E TRATAMENTOS
Com a fibromialgia, é normal que as pessoas sintam constantes dores pelo corpo.

Como nem todos conhecem a fundo sobre esse problema, apesar de ser algo mais comum, é normal as pessoas se perguntarem como identificar a Fibromialgia.

Antes de mais nada, é bom lembrar que o principal sintoma apresentado pela Fibromialgia é dor pelo corpo inteiro, e que dura, pelo menos, 3 meses.

Além disso, ela pode ser mais intensa em algumas partes do corpo, como no pescoço e nas costas. Ao mesmo tempo, essa patologia também não costuma apresentar nenhuma causa aparente.

Por isso, listamos abaixo quais são os principais sintomas da Fibromialgia, a fim de te ajudar a identificar corretamente o problema. A saber:

  • Dor constante pelo corpo inteiro: é normal que as pessoas com esse problema sintam constantes dores pelo corpo. Dessa maneira, esse é um dos sintomas mais comuns da Fibromialgia.
  • Cansaço frequente: outra situação comum que acontece com os indivíduos que sofrem desse problema, é acordarem sem energia, e se sentirem cansados grande parte do tempo.
  • Problema de concentração e de memória: essas pessoas também podem apresentar problemas para se concentrarem, ou para se lembrarem das coisas. Assim, esses problemas podem até resultar em dores de cabeça também.
  • Músculos enrijecidos: com aspecto mais duro, em especial ao acordar.
  • Dor forte ao tocar o corpo: além da dor intensa pelo corpo, ela pode ficar ainda pior em caso de toque, pois o corpo fica muito mais sensível.
  • Síndrome do cólon irritável: outro sintoma muito comum da Fibromialgia, e que se caracteriza por períodos alternados de prisão de ventre e de diarreia.

Além desses sintomas citados acima, que são mais comuns, a Fibromialgia pode causar ainda problemas de ansiedade, de depressão, tonturas, sensação de pernas inquietas na hora de dormir, formigamento nos pés e nas mãos e dor abdominal.

Compartilhe:

Compartilhe no Facebook
Partilhe no Twitter
Compartilhe no Pinterest

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA FIBROMIALGIA?

O diagnóstico desse problema pode ser feito por um médico reumatologista, conforme análise dos sintomas apresentados pelo indivíduo.

Nesse caso, a pessoa com essa síndrome deve apresentar dor intensa em várias áreas do corpo, de 3 a 6 áreas diferentes. Ou ainda, pode sentir uma dor mais leve em 7 áreas do corpo ou mais, por um período de, no mínimo, 3 meses.

FIBROMIALGIA – PONTOS DE DOR

A fim de te ajudar a identificar melhor onde são mais comuns as dores causadas pela Fibromialgia, listamos abaixo os principais pontos. Confira!

  • Na parte da frente tanto quanto na parte de trás do pescoço;
  • Na parte de trás dos ombros;
  • No quadril;
  • Na parte superior do peito;
  • Nos joelhos,
  • Na parte superior das nádegas.

As dores causadas pela Fibromialgia são intensas. Mas elas podem ser ainda mais fortes se o tempo mudar, e começar a chover.

QUAIS SÃO OS MELHORES TRATAMENTOS?

O tratamento para a Fibromialgia pode se muito eficaz se forem utilizados não apenas medicamentos, mas também tratamentos não medicamentosos.

Pratique técnicas de relaxamento como meditação yoga massagens e acupuntura. - FIBROMIALGIA: IDENTIFICAÇÃO, PONTOS DE DOR E TRATAMENTOS
Praticar outras técnicas de relaxamento, como meditação, yoga, massagens e acupuntura.

O principal objetivo do tratamento é impedir a incapacidade física do indivíduo, promover mais qualidade de vida e reduzir os sintomas da síndrome, as inflações e o estresse. Porém, a doença não tem cura.

Assim, o tratamento pode ser composto de:

  • Terapia cognitivo comportamental;
  • Exercícios físicos;
  • Técnicas para aliviar o estresse e promover o relaxamento

Além disso, alguns medicamentos também são utilizados no tratamento da Fibromialgia. Mas é importante frisar que ninguém deve se automedicar. Por isso, é essencial procurar um médico antes.

Afinal de contas, somente ele saberá identificar o problema corretamente, e prescrever o medicamento mais adequado.

No caso de surgirem problemas psicológicos, é importante se consultar com um psiquiatra. Afinal de contas, pode ser preciso o uso de medicamentos para controle da ansiedade, ou até antidepressivos.

Sem dúvida, o uso de medicamentos apropriados, e de tratamentos alternativos, por meio de um programa específico, pode ser muito bom no alívio dos sintomas da Fibromialgia, por mais que esse problema não tenha cura.

Outra dica muito boa é praticar outras técnicas de relaxamento, como meditação, yoga, massagens e acupuntura. Além do mais, sessões de terapia e também de fisioterapia podem ser muito úteis, pois elas ajudam muito o indivíduo a lidar melhor com os sintomas da doença.

Outro ponto importante, é sobre alimentação. Nesse caso, é importante manter uma dieta mais saudável, rica em nutrientes, e pobre em alimentos que podem contribuir para as crises de dor e estresse, como é o caso do café, por exemplo.

Se você gostou desse artigo, não deixe de comentar e de compartilhar com os seus contatos.