A DIETA CETOGÊNICA foi criada inicialmente com o intuito de auxiliar no tratamento de epilepsia. Logo depois, vários estudos chegaram a conclusão que a DIETA CETOGÊNICA poderia ser eficaz também no tratamento de outras doenças com, a diabetes, e também auxilia no processo de emagrecimento.

DIETA CETOGÊNICA – O QUE É?

Em primeiro lugar, a DIETA CETOGÊNICA é rica em lipídios, com baixo teor de carboidratos e proteínas moderadas. 80% da energia que o organismo obtém, vem dos lipídios.

Em segundo lugar, com essa dieta, a gordura da alimentação e das reservas do seu corpo (tecido adiposo) são quebrados no fígado e produz ácidos graxos e corpos cetônicos para serem utilizados como fonte de energia.

Do mesmo modo, o processo de cetose acontece quando não tem mais reservas de glicogênio hepático e muscular para gerar energia para o corpo. E justamente por causa da baixa quantidade de carboidratos na dieta e em situações de jejum prolongado.

A DIETA CETOGÊNICA CARACTERIZA-SE POR POSSUIR:

  • 55 a 65% de gordura;
  • Menos de 20% de carboidratos ou 100g por dia;
  • 25 a 35% de proteína.

PRA QUE SERVE?

A DIETA CETOGÊNICA vem sido utilizada pelas pessoas para emagrecer, devido à baixa ingestão de carboidratos (já que os carboidratos favorecem o aumento de peso), pois quando em excesso no organismo, são transformados em reservas de gordura.

De acordo com estudos, foi comprovado que a DIETA CETOGÊNICA pode ser utilizada também para o tratamento de doenças como, por exemplo: epilepsia, diabetes, obesidade e outras.

DIETA CETOGÊNICA – BENEFÍCIOS

A DIETA CETOGÊNICA possui vários benefícios, mas podemos destacar aqui alguns, como por exemplo:

  1. Redução de gordura corporal e peso;
  2. Além disso, a preservação da massa muscular;
  3. Controla o apetite;
  4. Da mesma forma, trata e faz a prevenção de doenças.

DIETA CETOGÊNICA – INDICAÇÕES

A DIETA CETOGÊNICA é indicada apenas por médicos ou nutricionistas, para pessoas com problemas de obesidade ou para o tratamento de doenças.

CONTRA INDICAÇÕES

Em algumas situações, a DIETA CETOGÊNICA é contra indicada para pessoas muito idosas, pessoas que já tiveram ou têm insuficiência renal ou hepática, pessoas com doenças cardiovasculares e pessoas em tratamento com medicamentos que sejam à base de cortisona.

Compartilhe:

Partilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Partilhe no Google+
Compartilhe no Pinterest

DIETA CETOGÊNICA – COMO FAZER A DIETA?

A DIETA CETOGÊNICA deve ser iniciada seguindo pelo menos 5 dias consecutivos.

Após esse períodos, só é permitido o consumo de alimentos fontes de carboidratos por 2 dias, como, por exemplo: pães, arroz, massas, etc. E depois voltar a seguir a dieta cetogênica a risca.

A DIETA CETOGÊNICA deve ser feita de forma cíclica. E não deve ser feita a longo prazo, devido à restrição de alguns nutrientes, como o carboidratos.

Essa dieta é introduzida aos poucos, para que haja a adaptação.

DIETA CETOGÊNICA – VOCÊ DEVE EVITAR, POR EXEMPLO:

A batata por exemplo é um dos alimentos que devem ser evitados na dieta cetogênica - DIETA CETOGÊNICA – PERDENDO PESO COM ESSA DIETA

A batata, por exemplo, é um dos alimentos que devem ser evitados na dieta cetogênica

Você deve evitar o consumo dos seguintes alimentos/produtos, por exemplo:

  • Massas como Pães e biscoitos;
  • Cereais bem como arroz, trigo, milho, aveia, etc.
  • Além disso, leguminosas como: feijão, soja, grão de bico, lentilha e ervilha ;
  • Mel;
  • Leite;
  • Sucos de frutas;
  • Frutas de elevado teor de açúcar bem como melancia, manga, banana, uva e abacaxi;
  • Legumes com alta concentração de açúcar bem como cenoura e beterraba;
  • Tubérculos como, por exemplo, a batata;
  • Do mesmo modo, raízes bem como mandioca e batata doce;
  • Alimentos doces;
  • Açúcares em geral;
  • Alimentos industrializados;
  • Fast food;
  • Bebida alcoólica;
  • Além disso, suplementos, medicamentos e pasta de dente com açúcar em sua composição.

O QUE CONSUMIR:

  • Carne vermelha;
  • Carne suína;
  • Ovos;
  • Aves;
  • Peixes;
  • Queijos;
  • Oleaginosas bem como: nozes, castanhas, amêndoas, amendoim, macadâmia, avelã e pistache;
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Manteiga;
  • Embutidos bem como: linguiça, salsicha, presunto, salame;
  • Derivados do leite, por exemplo: nata, creme de leite, iogurte sem açúcar;
  • Sementes como, por exemplo, chia, girassol gergelim;
  • Legumes com baixo teor de açúcar;
  • Verduras folhosas;
  • Frutas com baixo teor de açúcar;
  • Frutas com alto teor de gordura como o abacate;
  • Líquidos bem como: água, café e chás (adoçados com adoçante natural como a estévia).

DIETA CETOGÊNICA – CARDÁPIO SEMANAL

O salmão por exemplo é uma ótima alternativa para o seu jantar - DIETA CETOGÊNICA – PERDENDO PESO COM ESSA DIETA

O salmão, por exemplo, é uma ótima alternativa para o seu jantar

Dia 1:

 Café da manhã: 3 ovos mexidos com peito de peru e manteiga;

Lanche da manhã: castanhas;

Almoço: 2 bifes com brócolis e azeite de oliva;

Lanche da tarde: morangos e 1 copo de chá de hibisco com canela, sem açúcar;

Jantar: salmão grelhado e salada verde com azeite de oliva, por exemplo.

Dia 2:

Café da manhã: 3 ovos mexidos com presunto;

Lanche da manhã: 1 copo de chá-verde com limão, sem açúcar;

Almoço: 250g de filé de tilápia com salada de alface, nozes e abacate;

Lanche da tarde: 1 laranja in natura, por exemplo;

Jantar: 200g de filé de frango grelhado, com alho poro e salada de folhas com maçã, pistache e castanhas de caju.

Dia 3:

Café da manhã: vitamina de abacate com leite de amêndoas ou arroz;

Lanche da manhã: castanhas;

Almoço: lasanha de abobrinha com carne e molho de tomate caseiro e uma colher (sobremesa) de azeite, por exemplo;

Lanche da tarde: 1 copo de chá-verde com limão, sem açúcar;

Jantar: omelete com 3 ovos, palmito, salsinha e alho poro com brócolos cozido e uma colher (sobremesa) de azeite.

Dia 4:

Café da manhã: mix de nuts com castanhas-do-pará, amêndoas, pistache e castanha de caju;

Lanche da manhã: abacate;

Almoço: 200g de filé de frango grelhado e salada de mix de folhas com azeite, por exemplo;

Lanche da tarde: 5 goji berries e ricota de búfala com azeite e um copo de chá de dente-de-leão com limão;

Jantar: uma lata de atum em azeite, com 3 colheres de abacate e salada verde com azeite.

Dia 5:

Café da manhã: vitamina de abacate com leite de amêndoas ou arroz;

Lanche da manhã: morangos;

Almoço: 250g de filé de salmão grelhado com linhaça dourada, aspargos refogados e azeite;

Lanche da tarde: 1 copo de chá-verde com castanhas;

Jantar: 2 bifes de carne ao molho de queijo, com alface e repolho roxo temperado com azeite + 1 laranja.

Dia 6:

Café da manhã: 2 ovos mexidos com manteiga e queijo minas e 1 fatia de mamão;

Lanche da manhã: 1 iogurte sem açúcar com linhaça;

Almoço: filé de frango ao molho branco e salada de couve refogada na manteiga ou no azeite;

Lanche da tarde: morangos e creme de leite;

Jantar: 2 bifes com brócolis e azeite de oliva, por exemplo.

Dia 7:

Café da manhã: 2 ovos cozidos e um copo de chá de hibisco, sem açúcar e com linhaça;

Lanche da manhã: 1 fatia de mamão;

Almoço: peixe grelhado com um mix de folhas verdes, temperadas com azeite;

Lanche da tarde: fatias de queijo minas;

Jantar: lasanha de abobrinha com carne e molho de tomate caseiro e uma colher (sobremesa) de azeite.

COMO IDENTIFICAR ALIMENTOS PROIBIDOS NOS RÓTULOS DOS PRODUTOS?

Nem sempre a gente entende o que vem descrito dos rótulos dos alimentos. Entretanto, para que a dieta cetogênica dê certo, é necessário ficar atento aos rótulos também.

Assim, para ajudar, listamos abaixo as substâncias proibidas encontradas em produtos industrializados. Dessa forma, fica mais fácil para você na hora de selecionar os alimentos corretos. Acompanhe:

  • Mel;
  • Xarope de malte;
  • Lactose;
  • Glusose;
  • Dextrose;
  • Maltitol;
  • Açúcar invertido;
  • Maltodextrina;
  • Maltose;
  • Amido;
  • Polidextrose;
  • Galactose;
  • Melado;
  • Sacarose;
  • Malte;
  • Açúcar de coco, mascavo e demerara;
  • Glicose;
  • Suco de fruta;
  • Agave;
  • Frutose;
  • Xarope de guaraná;
  • Néctar;
  • Xarope de milho;
  • Sorbitol.

ALIMENTOS POLÊMICOS NA DIETA CETOGÊNICA

Além de todos os alimentos citados, há também algumas categorias que são considerados como alimentos “polêmicos” na dieta Cetogênica.

Nesse caso, o seu consumo não é indicado, a menos que sejam feitos em casa. Afinal de contas, não se sabe ao certo como é o seu processo de fabricação quando são industrializados, e quais ingredientes são adicionados. São eles:

  • Leites vegetais: leite de coco, castanhas, amêndoas, nozes, dentre outros. Pois, durante o processo de fabricação desses alimentos, podem ser adicionados altos teores de açúcar e carboidratos.
  • Iogurte natural: pois possui um elevado teor de carboidratos.
  • Kefir: é um tipo de fermentado que possui açúcar, alimento proibido na dieta Cetogênica.
  • Kombucha: assim como o kefir e a maioria dos fermentados, esse alimento também leva açúcar. Além disso, a quantidade final após a fermentação não pode ser medida com precisão. Dessa forma, o ideal é evitar o seu consumo.
  • Amendoim, pasta e manteiga de amendoim: além de conter uma boa quantidade de carboidrato, o amendoim também deve ser evitado por questões alergênicas, ou ainda devido à aflatoxina, pois pode causar intoxicação, em virtude da atividade metabólica dos fungos.
  • Chocolate amargo (mais que 85%): o mais indicado para quem quer emagrecer é cortar esse alimento da dieta. No entanto, caso não consiga, consuma, no máximo, 3 quadrados diários.
  • Leite de soja: outro alimento polêmico na dieta Cetogênica, mas ele não é indicado devido aos problemas que pode causar no sistema hormonal e no intestino.

A DIETA CETOGÊNICA FUNCIONA MESMO?

Depois de conhecer mais sobre a Dieta Cetogênica – como fazer, alimentos permitidos e proibidos, é bom avaliar quais resultados você espera, e se realmente vale à pena investir em uma dieta como essa.

De acordo com especialistas, se a dieta for feita de forma adequada, com o acompanhamento de um profissional, ela pode sim ajudar no emagrecimento.

Decerto, a questão que envolve não só a dieta Cetogênica, como todas as outras, não é perder peso, e sim mantê-lo depois.

Ou seja, a manutenção do peso é fundamental, mas nem todo mundo consegue. Dessa forma, depois de terminar uma dieta tão restritiva, o indivíduo acaba correndo o risco de ganhar ainda mais peso se não souber se controlar bem, e se realmente não promover uma reeducação alimentar, aliada à pratica de atividades físicas.

DIETA CETOGÊNICA  – VALE A PENA?

A dieta cetogênica vale muito a pena para quem quer perder peso, afinal, ela corta os carboidratos e o açúcar do seu cardápio.

Os alimentos permitidos são nutritivos e possuem proteínas e gorduras necessárias para manter o corpo nutrido, saciado e com energia.

Os resultados são bem melhores quando a dieta é acompanhada da prática de atividade física, afinal, ninguém quer perder gordura e ter um corpo flácido, não é mesmo? Para fortalecer os músculos, os exercícios são fundamentais!

DIETA CETOGÊNICA – CONCLUSÃO

Lembre-se de procurar um médico nutricionista antes de começar qualquer dieta, para que ele te indique a melhor dieta de acordo com a sua necessidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!